Ordem Rosacruz AMORC

Região ES1

Heptada Martinista Vitória – TOM

tradicional-ordem-martinista

 

Reuniões mensais aos domingos, conforme a classe e calendário correpondente.

Contato:logo HEPTADA

Fone: (27) 99507-5073 / (27) 3235-1762
(atendimento nos dias e horários de reunião)

https://plus.google.com/107997321525342883581/

Localização:

Avenida Leitão da Silva, 2050 – Bairro Santa Lúcia
CEP: 29056-190 – Cidade: Vitória – ES
Endereço para correspondência:
Heptada Martinista Vitória, TOM
Cx. Postal 5.002
Cep: 29045-970 – Vitória – ES

Iniciações ao Grau Associado:

Esta modalidade de afiliação é somente para estudantes que já tenham atingindo o 1º Grau de Templo nos estudos rosacruzes.

Para afiliar-se à Heptada Martinista Vitória é necessário antes, ser filiado à Grande Heptada Martinista – GHP em Curitiba, sob os auspícios da Ordem Rosacruz Amorc. Através deste link AFILIE-SE À TOM.

Após esta etapa o membro poderá solicitar a afiliação e iniciação junto à Heptada Martinista Vitória, onde poderá realizar a iniciação que ocorre aproximadamente a cada 2 anos. E então poderá frequentar a Atividade Templária que é denominada Conventículos. Esta solicitação poderá ser feita no seguinte formulário:  AFILIE-SE À HEPTADA MARTINISTA VITÓRIA

O que é a Tom?

A Tradicional Ordem Martinista – TOM é uma Ordem iniciática baseada essencialmente no misticismo cristão. Tem caráter fraternal e está aberta para homens e mulheres. A sua denominação vem do nome de Louis-Claude de Saint-Martin. A sua fundação foi no século dezoito. Os Martinistas estudam a natureza íntima do ser humano e sua relação com Deus e o Universo. O objetivo é a realização pessoal e profunda dessa relação. Trata-se de um sistema de misticismo cristão, num sentido esotérico e amplo, não sectário – a TOM não é uma religião. Na Tradicional Ordem Martinista, cujas atividades se desenrolam sob a égide da AMORC, somente os rosacruzes têm acesso a seus ensinamentos e a parte mais importante dos mesmos é transmitida em locais denominados Atria (plural de Atrium) e “Heptadas”. O estudante rosacruz, conforme as suas características psicológicas, pode encontrar no martinismo um valioso e eficaz complemento de seu estudo e prática do misticismo rosacruz, com vistas a sua evolução espiritual, bem como da humanidade. No momento que tenha alcançado a Monografia preliminar do Primeiro Grau de Templo, conforme convite feito pela AMORC nesta monografia, o associado poderá solicitar afiliação ao martinismo. Em “O Ministério do Homem-Espírito”, Saint-Martin nos diz:

“Homem, lembra-te por um instante do teu julgamento. Por um momento quero de bom grado te desculpar por ainda desconheceres o destino sublime que terias a cumprir no universo; mas pelo menos não deverias ser cego ao papel insignificante que nele cumpres durante o curto intervalo que percorres desde o teu berço até o teu túmulo. Lança um olhar sobre o que te ocupa durante esse trajeto. Poderias acaso crer que teria sido para um destino tão nulo que te verias dotado de faculdades e propriedades tão importantes?”

Reencontrar esse estado paradisíaco que dele fazia um Pensamento, uma Palavra e uma Ação de Deus, é a busca martinista, a busca da “Reintegração”.

Como se tornar martinista?

Dois modos de afiliação à Tradicional Ordem Martinista são possíveis:
1. Afiliação de Oratório. Oratório é o nome que se dá no martinismo ao local de estudo privado no lar, correspondendo ao termo Sanctum, na AMORC. O estudante de Oratório é, portanto, um estudante da filosofia martinista. Para isto, é necessário que ele seja um estudante rosacruz que tenha alcançado o Primeiro Grau de Templo da AMORC. Deve então submeter à Grande Loja da AMORC – que relativamente à T.O.M. denomina-se Grande Heptada – uma proposta de Afiliação à Tradicional Ordem Martinista (Afiliação – TOM – GLP/GHP ), enviando ao mesmo tempo o valor correspondente à Taxa de inscrição e pelo menos uma contribuição trimestral. Aprovada a Proposta, ele passa a receber os manuscritos martinistas, que deve estudar à razão de um por mês, em seu Oratório e num dia de semana por ele mesmo escolhido. O estudo abrange três Etapas, cada qual com a duração de dois anos e precedida de um inspirador Ritual martinista semelhante aos rituais de Sanctum da AMORC. As iniciações tradicionais que podem torná-lo um Iniciado Martinista só são conferidas no outro modo de afiliação, isto é, num Atrium (grau associado) ou numa Heptada Martinista (grau associado, grau iniciado e grau S.I.). Como Membro ativo de Oratório, o estudante faz jus a sua afiliação a um Atrium ou Heptada, assim como na Ordem Rosacruz o estudante ativo de Sanctum faz jus a sua afiliação a um Organismo Afiliado (Pronaos, Capítulo ou Loja) da AMORC. Embora a afiliação de Oratório não confira o status de Iniciado Martinista, ela oferece as vantagens de um estudo privado no lar, de modo que o estudante possa ajustar o trabalho às suas características e conveniências pessoais. Ele dispõe de material escrito para estudo e consulta, durante todo o tempo em que mantenha a sua afiliação à Grande Heptada.

2. Afiliação de Atrium ou Heptada. Atrium ou Heptada é o nome do grupo martinista autorizado e supervisionado pela Grande Loja, à semelhança dos Organismos Afiliados da AMORC.  O seu trabalho é conduzido na mais estrita regularidade tradicional e as iniciações são conferidas com a presença física do candidato, por Oficiais devidamente iniciados segundo os imperativos da Tradição Martinista. Este modo de afiliação está aberto a todos os estudantes martinistas que possam freqüentar reuniões denominadas de conventículos, realizadas uma vez por mês. Para se afiliar a um Atrium ou Heptada, o estudante deve ser Membro ativo de Oratório (afiliado à T.O.M. – Grande Heptada) e comprovar a sua Iniciação ao primeiro Grau de Templo Rosacruz em um Organismo Afiliado da AMORC. Deve então se apresentar ao Atrium ou Heptada, comprovar a sua condição de Membro ativo de Oratório e preencher uma Proposta de Afiliação ao Atrium ou Heptada. Aprovada a Proposta pelo Atrium ou Heptada, o estudante é convidado a receber a iniciação ao Grau Associado, conforme o programa do Atrium ou Heptada. Nos conventículos são estudados os manuscritos martinistas, ao longo de três Graus, cada qual com a duração de dois anos: Associado, Iniciado e S.I., (Superior Incógnito). Embora fundamentais, os dois primeiros Graus são preliminares ou preparatórios; o terceiro Grau, S.I., é o que confere decisivamente o status de Iniciado Martinista. Aos três Graus seguem-se conventículos para apreciação de mensagens martinistas no que é chamado de Círculo dos Filósofos Desconhecidos, sem limite de duração. O estudante martinista de Oratório que recebe a iniciação ao Grau Associado poderá participar em conventículos martinistas gerais realizados por ocasião de convenções, rosacruzes nacionais ou mundiais, ou visitar um Atrium ou Heptada. Para participar regular e plenamente nas atividades de um Atrium ou Heptada é preciso estar afiliado à mesma.

Pontos Fundamentais:

1. O ingresso na Tradicional Ordem Martinista se faz pela afiliação de Oratório, necessariamente. O estudante se torna primeiro Membro da T.O.M. junto à Grande Heptada.
2. As iniciações martinistas só são conferidas em Atrium (grau Associado) ou Heptada. O Martinista de Oratório é um estudante da filosofia martinista; para tornar-se um iniciado Martinista precisa afiliar-se a um Atrium ou Heptada e receber essas iniciações.
3. A afiliação a um Atrium ou Heptada só pode ser efetuada e mantida se e enquanto o estudante é Membro ativo da Grande Heptada e da AMORC.
4. O estudante martinista pode a qualquer momento cancelar sua afiliação. Deve então devolver à Grande Heptada os manuscritos que tenha recebido.
5. Para se afiliar à Tradicional Ordem Martinista, preencha completamente a Proposta de afiliação em Afiliação – TOM – GLP/GHP e a remeta à Grande Loja da AMORC juntamente com a taxa de inscrição e pelo menos uma contribuição trimestral (veja a tabela de contribuições da AMORC no link acima) podendo ser endereçado como segue:

Tradicional Ordem Martinista
Caixa Postal 4450
82501-970 Curitiba – PR.

Esclarecimento Adicional:

Uma pergunta freqüente: Se eu já sou Rosacruz e estou, trabalhando na senda mística, porque devo me afiliar à TOM? O que é que isso pode acrescentar ao meu empenho de evolução mística?
O misticismo tem por objetivo o despertar da consciência do Eu mais profundo e da sua relação para com o Ser Cósmico, fonte e sede de tudo. A vivência que leva a essa consciência é chamada de experiência mística. Ela tem natureza transcendental. A consciência que dela decorre é uma tradução psicológica individual e pessoal.
O fenômeno do despertar da consciência mística, sendo pessoal, depende das suas características psíquicas individuais. Por isso a ocorrência da experiência mística em diferentes pessoas tem produzido diferentes traduções, decorrido de diferentes caminhos ou métodos e sistemas para o despertar místico. Todos esses caminhos são válidos e verdadeiros, se a experiência mística que os produziu for autêntica. Mas alguns podem ser mais especificamente eficazes para certo tipo psicológico de pessoa, assim como dois deles podem se complementar para maior eficácia quanto a um outro tipo psicológico.
Em ambos os caminhos, o rosacruz e o martinista, razão e emoção, são combinados no estudo e no trabalho para o despertar da consciência mística. Ambos são caminhos iniciáticos. Eles se diferenciam em elementos da filosofia de base e na maneira como os fatores racionais e emocionais são trabalhados. Isto resulta numa complementação que pode aumentar a eficácia do empenho de evolução mística tanto do rosacruz como do martinista.
Uma pessoa pode ser exclusivamente rosacruz e com isso alcançar o mais avançado estágio de evolução mística de que é capaz. A mesma coisa pode acontecer com um martinista. A combinação desses dois enfoques místicos, pode aumentar a eficácia do processo e o júbilo do estudante de misticismo em seu despertar.
A Luz brilhou na mente daqueles que contribuíram para o caminho rosacruz e brilhou também na mente de Louis-Claude de Saint-Martin, dando origem ao caminho martinista. O estudante rosacruz pode colher um grande benefício ao expor sua consciência à iluminação que essas duas fontes do misticismo podem propiciar. Este é o motivo filosófico, psicológico e místico, para a Ordem Rosacruz, AMORC, também oferecer aos Rosacruzes o estudo do martinismo e a iniciação martinista.

“A porta pela qual Deus emerge de Si mesmo é a porta pela qual Ele entra na alma humana.”
Louis-Claude de Saint-Martin

Alguns Martinistas:

  • Papus (Gerard Encausse, 1865-1916)
  • Pierre Augustin Chaboseau (1868 -1946)
  • Louis Claude de Saint Martin (1743 – 1803)
  • Ralph Lewis (1904 – 1987)
  • Jean Baptiste Willermoz ( 1730 – 1824)
  • Emile Michelet ( + 1938 )
  • Jean Bricaud (1918-1934)

 


Afilie-se a TOM

COMO SE TORNAR MARTINISTA

Esta modalidade de afiliação é somente para estudantes que já tenham atingindo o 1º Grau de Templo nos estudos rosacruzes.

 

A Tradicional Ordem Martinista é uma Ordem iniciática cujo objetivo essencial é perpetuar o esoterismo judaico-cristão. Os martinistas estudam a história do ser humano, desde sua emanação a partir da Imensidade Divina até sua condição atual, bem como as relações que o ligam a Deus e à natureza. Pois, segundo o Filósofo Desconhecido, “… só nos podemos ler no Próprio Deus e nos compreender em Seu Próprio esplendor…”. O homem cometeu o erro de se afastar de Deus e cair no mundo material. Ao fazer isso, de certo modo adormeceu para o mundo espiritual e seu Templo Interior está em ruína. Ele deve então reconstruí-lo, pois se perdeu seu poder original, conserva, no entanto seu germe e só a ele compete fazê-lo frutificar.

Em “O Ministério do Homem-Espírito”, Saint-Martin nos diz: “Homem, lembra-te por um instante do teu julgamento. Por um momento quero de bom grado te desculpar por ainda desconheceres o destino sublime que terias a cumprir no universo; mas pelo menos não deverias ser cego ao papel insignificante que nele cumpres durante o curto intervalo que percorres desde o teu berço até o teu túmulo. Lança um olhar sobre o que te ocupa durante esse trajeto. Poderias acaso crer que teria sido para um destino tão nulo que te verias dotado de faculdades e propriedades tão importantes?” Reencontrar esse estado paradisíaco que dele fazia um Pensamento, uma Palavra e uma Ação de Deus, tal é a busca martinista, a busca da “Reintegração”.

 

Acesse a versão virtual do livreto de apresentação da Tradicional Ordem Martinista, clicando na figura abaixo

 

 capa-TOM-217x300

 

 

 

 

 

 

 


https://www.amorc.org.br/ordemmartinista/

 

WhatsAppFacebookTwitterGoogle+TumblrPinterestLinkedInEmailSMSSkypeTelegramCopy LinkFacebook Messenger